6772e162d20cda2e48619b4c96ad6ee1.jpg
0723c773908bc7070399cf545868b608.jpg
6c9936791cd398dc2d8d7b9e40b75630.jpg













6772e162d20cda2e48619b4c96ad6ee1.jpg
0723c773908bc7070399cf545868b608.jpg
6c9936791cd398dc2d8d7b9e40b75630.jpg

De olho no Hipotiroidismo

Estudo mostra que 12% das mulheres têm hipotiroidismo
Thaís Corrêa
Recente estudo realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro revelou que aproximadamente
12% das mulheres brasileiras com mais de 35 anos sofrem de hipotiroidismo.
E o mais grave é que, dentre elas, apenas 60% conhecem o diagnóstico ou estão sobre tratamento.
O que é?
O hipotiroidismo é uma doença causada pela deficiência dos hormônios T4 e T3, produzidos pela glândula tiróide. Os principais sintomas são: pele seca, ganho de peso, irregularidades menstruais, fraqueza muscular, queda de cabelo, prisão de ventre, sensação de cansaço e tristeza. Em mulheres grávidas, pode provocar aborto espontâneo ou nascimento prematuro.
Estou doente?
Não se precipite. A forma mais adequada e confiável para se detectar a doença é por meio de um exame de sangue, pois esses sintomas são também comuns nos casos de depressão e menopausa.
Atenção!
Quando não tratado adequadamente, o hipotiroidismo pode afetar o cérebro, o aparelho reprodutor e a estrutura óssea da paciente. Em geral o tratamento é simples: um comprimido ao dia, pelo tempo indicado pelo médico.
--------------------------------------------------------------------------------
Informações cedidas pelo Dr. Mario Vaisman, coordenador do projeto pela UFRJ, Professor-Adjunto de Endocrinologia da Faculdade de Medicina e Chefe do Serviço de Endocrinologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho.